quinta-feira, 10 de março de 2016

Stress e mais stress

A minha vida anda uma loucura e não é por ter um filho pequeno e 1001 coisas para fazer em casa. É por andar cheia de trabalho. Tão cheia que mal faço hora de almoço. Almoço em 10 minutos, sempre a pensar em tudo o que tenho para fazer e no tempo que não vai chegar.
Apesar de estar com horário reduzido e tentar sair sempre às 16h, às vezes não consigo e sinto-me péssima, outras vezes trago trabalho para casa, o que me rouba horas de sono, e também me sinto péssima e outras vezes borrifo-me para tudo, saio a horas, não trago trabalho e fico com peso na consciência. Nunca estou bem!
Tento convencer-me a mim própria que isto é só uma fase de mais trabalho e que vai passar, mas eu sei que não é bem assim. Na verdade, isto é a fase em que o meu stress é determinante para a produção de leite, que eu sinto ser cada vez menor. Ainda amamento o meu filho, mas sei que isso está perto do fim e não consigo fazer nada para inverter a situação. E eu que queria tanto continuar a amamentá-lo! E sem esse privilégio, lá se vão as 2 horas a que agora tenho direito. Nem quero imaginar como vai ser quando voltar a sair às 18h, com trânsito por todo o lado e em casa tiver as mesmas coisas que tenho para fazer agora.
E isto tudo porquê? Falta de organização, de boa gestão, chefes impacientes, que querem tudo para ontem. Eu sei que isto não é novidade, que é o pão-nosso-de-cada-dia nas empresas em Portugal, mas revolta-me. Queria ser mais forte e resistir melhor à pressão psicológica, dizer basta, mas não consigo livrar-me deste sentimento de culpa. Culpa por o trabalho nunca estar perfeito, culpa por sair mais cedo e deixar os outros colegas a trabalhar. Raios! Acho que estou a precisar de férias... ou do Euromilhões.



Publicada por Miss Sardas à(s) quinta-feira, março 10, 2016

1 comentários:

[B] on 15 de março de 2016 às 19:15 disse...

Complicado esse sentimento. Mas não te culpes. Primeiro tu e a tua família. Tens direito a essas horas goza delas e não estejas preocupada com os que ficam a trabalhar porque te garanto, ninguém se preocupa contigo. Faz o que conseguires. Não te massacres. Beijinhos

Enviar um comentário

 

Miss Sardas Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos